3 de mar de 2008

ser e estar

conversando sobre arte e tecnologia, o cara se disse otimista, pois as novas mídias dão uma liberdade de circulação e movimento muito maior hoje em dia, do que há anos atrás. Perguntei-lhe se isso não ampliava o consumo de matéria e energia no planeta - já tão estafado pelo excesso de movimento e de circulação - e se não seria mais o caso de se colocar, de se posicionar, e ele me respondeu que era apenas um artista disposto a mostrar seu trabalho.
Por acaso ele faz parte da mostra sobre arte e tecnologia, atualmente em cartaz, na Oi-Futuro, Rio.

Nenhum comentário: