24 de set de 2008

fazendo arte

Professora é colada em cadeira por alunos

Docente de Campinas teve queimaduras de 1º grau nas pernas ao se sentar em local com cola de secagem rápida

DA AGÊNCIA FOLHA, EM CAMPINAS

Três alunos de 12 a 15 anos, da 5ª série da Escola Estadual Reverendo Eliseu Narciso, no DIC 3, na periferia de Campinas (99 km de SP), colaram com uma cola de secagem rápida uma professora de artes de 28 anos na cadeira que ela usava.

22 de set de 2008

prisão do governador de Pando/Bolívia

Tal é a quantidade de provas contra Leopoldo Fernández que nem os outros governadores da “Meia Lula” boliviana colocaram sua libertação como pré-condição para negociarem com o governo Evo Morales. Se a prisão do ex-governador de Pando tivesse sido injusta, seria inconcebível que os governadores oposicionistas aceitassem negociar com quem o prendeu, pois se prendeu um deles injustamente é óbvio que todos estariam ameaçados de sofrer o mesmo.

http://www.estadoanarquista.org/blog/?p=300#respond

21 de set de 2008

Manipulação de informação e intolerância política na A.L.

O jornalismo se acostumou, no senso comum, a não mais pensar nem refletir sobre as questões ideológicas que movem as ações no campo da política. Em verdade nem precisaria dizer isso, basta ver as manchetes dos noticiários mais influentes do país - de Veja à globo, de Folha de São Paulo ao jornaleco mais merreca de qualquer cidadezinha do interior - condenando frontalmente e sem nenhuma consideração, as atitudes de Evo Morales, Hugo Chavez, Rafael Correa, Bachelet, Kirchner e, até o Lula.
Principalmente condenando Evo e Chavez.
É ridículo. Quando as ONGs de Direitos Humanos (Human Rights) defendem um melhor tratamento carcerário no Brasil, ouvimos em alto e bom som que seus agentes deveriam ir para a cadeia por defenderem criminosos. Mas, quando acontece, como aconteceu agora, de expulsarem pessoas dessas mesmas ONGs da Venezuela, então o Chavez é um ditador.
As pessoas se acostumaram a defender o capitalismo excludente e imperialista e naturalizaram tal discurso, dizendo que falar o que quer é parte da democracia, mas não aceitam um governo de esquerda na América Latina, principalmente quando este mostra, por A mais B, o quão fascista é aquilo que é defendido como "valores democráticos". Lêem nas manchetes dos jornais "Chavez expulsa ONG de direitos humanos" e dizem: "hijo de puta", mas não conseguem ler nas entrelinhas o que esses meios de comunicação estão, de fato, querendo vender. Ou seja, nem que for a mãe, mas eles tem de vender. E precisam de gente acreditando naquilo que eles dizem. Ou então é assim: "Bolívia anda para trás". Sem dizer que é a primeira vez em 500 anos de dominação, que um índio chega ao poder naquele país (e, de resto, acho que em toda América Latina.
Mas o pior de tudo é quando, mesmo quando vc dá um search no google e vai atrás de notícias independentes e só consegue ter acesso aos mesmo discursos míopes de quem não consegue tolerar a diferença e a liberdade, ainda que seus discursos sejam recheados da ânsia de "diferença e liberdade".
sobre a expulsão dos "ativistas de direitos humanos dos EUA", reclamando "falta de democracia na Venezuela", seria bom ter mais algumas informações por parte do próprio governo - que, afinal, deveria ser ouvido, antes de ser condenado - como a de saber que:
“o governo erradicou o analfabetismo, levou saúde à população mais pobre, garante acesso ao trabalho, isso é respeito aos direitos humanos, não violação”, afirma German Sálton, representante do Estado venezuelano na Comissão Interamericana de Direitos Humanos. “Quando houve o golpe de Estado e o canal estatal foi tirado do ar, esta organização (ONG) não emitiu nenhuma frase condenando esta violação à liberdade de expressão, nem tampouco contra o golpe”, acrescentou.
Quem não viu ainda o vídeo "a revolução não será televisionada", é só assistir em http://www.youtube.com/results?search_query=a+revolu%C3%A7%C3%A3o+n%C3%A3o+ser%C3%A1+televisionada&search_type=&aq=f , para que não reste dúvida do que estamos falando aqui. No mais, meu amigo, se você acha que essa conversa toda é "dejà vu", você deveria rever um pouco seus conceitos e perceber que estamos, de fato, passando por uma mudança no painel político em toda a América Latina - Paraguai acaba de entrar - que é fruto, inclusive de toda a contradição do racionalismo branco-saxônico-protestante-liberal que dá sinais claros de seu esgotamento enquanto proposta universalizante e globalizada de uma pretensa ordem baseada na liberdade, no humanismo e na democracia. Justiça social parece ser uma questão a ser levada em consideração, também, de agora em diante.
E se tudo isso ainda não ter convence, pois você é anti-messiânico, então é preciso dizer que Adam Smith quando falou pela primeira vez "na mão invisível do mercado que a tudo regula", antes do liberalismo ter se tornado o que se tornou, também foi uma espécie de profeta messiânico em seu tempo e essa poderia ser uma leitura mais generosa para o que está acontecendo na política, hoje. Enfim e em todo caso: sejamos mais cuidadosos com os rótulos e menos "generalistas" quando tiver de sermos.

19 de set de 2008

e praquele q disser queu tô mentindo eu tiro meu chapéu




Imagem do Hélio Leites no Arte em Circulação, no dia da presença de Luís Andrade:
“Quasi cinema e o cara vem com um boné de filme fotográfico na cabeça, perguntando ‘onde é que está o meu palíndromo?’ é nobre ter boné. pois é: não fosse isso e era menos, não fosse tanto e era plágio. Cosmococa no guarda-pó do Hélio Leites: viva a via Láctea”

18 de set de 2008

poema

Gestalt trans-além

Esqueçam Hiroshima/Nagasagui

Apaguem Auschwitz

Foi decretado o amor

a ordem e o progresso

Para o bem do país.

Façamos como Rui Barbosa

para simplificar o trabalho dos

especialistas Colocando fogo

nos anais da Negra história

Nada de memória

nem más notícias.

A Democracia é para todos

Militares em seus devidos postos

E não se fala mais nisso

Do horror que houve

vire-se o rosto

Usem tintas

sobre as chagas do Cristo.

Também se sofreu

Matando, torturando, destruindo

Mas veja que lindo!

o sol da liberdade vem raiando

Dê-me a mão e vamos

caminhando e cantando

O futuro é aqui e agora

e está nos esperando.

Se a liberdade era tão

Querida Ela agora é ofertada

No mesmo kitsh onde se compra

Granada, tiro e bofetada

celular, sonho e pancada

A vida é para ser vivida

E não há nada que se possa fazer

Pelas vidas passadas.

16 de set de 2008

situação em cuba, hoje



10 de set de 2008

e-mail da Moana

Na (obs)cena funk do Rio... (Registros em vídeo + Manifesto Esquizotrans)


E eles estão aí, ocupando ruas, guetos e palcos ... cruzando a (obs)cena funk
carioca, liberando suas línguas ferinas, entre arrepios, risos e apalpadelas gerais...!!! Feirantes, casais, crianças, gente "descolada", sem-teto e até a Guarda Municipal estão presentes... não há tanto a transgredir em plena feira domingueira da Glória, mas dá para tirar outras casquinhas também.

No queer funk-core dos "Solange, tô aberta", ou no funk pop lesbian da MC Chuparina, o queer movement, o
pós-feminismo e outras vozes... Eles estão por dentro, mandando suas mensagens trans-psicanalíticas e tirando sarro da monocultura "gostosa" do star-system... divertindo e abduzindo mil outras humanas "máquinas desejantes"...botando a mão, dedos, coxas e bundas na massa!


Vejam os registros em "videoclipe-docs" -
em plano-sequência- de "Solange, tô aberta" ("Fuder Freud") e "MC Chuparina" ("Comi a Britney em Nova Iorque"), na ocupação "Independência Total" do coletivo "La Rica" na feira da Glória (Rio de Janeiro, 7/9/2008). Colaboração minha com os movimentos... registrando o grito de independência ou morte de todos os gêneros!!!!!


Solange, tô aberta :: http://www.youtube.com/watch?v=qcDwdkeFYUM

MC Chuparina :: http://www.youtube.com/watch?v=YpuPiUCz0Qo




Abaixo, manifesto vindo do Zine Esquizotrans, de Fabiane Borges, Hilan Bensusan e Tina Galinda ...

(mais em: http://esquizotrans.wordpress.com/)


Manifesto Esquizotrans


Não acreditamos mais no esgoto a céu aberto que separa a alma da genitália. Nem conseguimos mais nos enganar com a pornografia da carochinha de que não há almas dentro da alma, nem genitálias dentro da alma, nem genitálias dentro das genitálias, nem papai noel sem xoxota. Deixamos essas Padre-Marias e Ave-Nossas para quem se aflige de todo escroto e todo o clitóris de saudade do missionário gostoso que comia as tupinamboas sempre enfiando alguma trosoba desocupada nos buracos permitidos pelos carimbos da Igreja, do Hospital e do Corpo de Bombeiros. Nós queremos ser bonobos de meia-buceta, orangotangos com línguas eretas, e queremos enfiar nossas bucetas pré-fabricadas dentro dos bueiros molhados das favelas de onde um dia sairá a super-traveca, o hermafrodita da racha pintuda e da mão boba – ele vai nos salvar com seu coração feito de granada de ânus, dois olhos verdes apontados para dentro das vaginas em que se disfarçam os pênis, um montinho de vênus que é floresta tropical pubiana onde habitam buracos, protuberâncias, nascentes gosmentas, Monique Wittig e um leopardo. E os dois olhos, um querendo te comer e outro querendo te dar. Crocantes. E intransigentes.

Não aceitamos a tirania da monossexualidade sã e salva; deixem a Electra comendo o Édipo de pauzinho. Chega destas obsessões com porcas e parafusos fixos, nem somos feitas de aço inoxidável e nem de desejos curáveis, eles são obscenos e tem neconas mesmo que sem zarô, cavalas em disparada, necas de pitibiriba. Que tal eu virar Elke Maravilha e depois o Barack Obama e depois a Herculine Barbin e depois Max Ernst com uma bunda de Carla Peres antes de você terminar de gozar? Não aceitamos a tirania das monoidentidades e vamos passar a portar mais de um equipamento sexual, seremos portadores de mais de uma fissura retroativa em mutação, portadores de mais de uma carteira de identidade – uma para cada órgão do corpo que formos inventando. Não me diga que se lembra? Finja que está fingindo, improvise no seu bairro as pernas abertas e passe por baixo delas porque depois do arco-íris há uma língua, um gemido e uma hiena. Que é de lixo que somos feitos; pinto no lixo, reciclado em cotovelo, tornozelo virado da mãe do avesso, toda retráctil.


--
.........................
Moana Mayall

miscelânea: www.flickr.com/photos/kidding_synchro
design: www.moanamayall.com/design
arte: www.moanamayall.com
vídeos: www.youtube.com/user/MoanaMayall
www.youtube.com/user/moanamayallvc

+55 21 8846 4484/ 2539 0360

9 de set de 2008

a terra vai treme e e e e




cáostigo

só dá caos ter cais

8 de set de 2008

palavrório

nestas sendas onde sondas santas sem nome são ondas

4 de set de 2008

semana da pátria



só para lembrar que Setembro, chove!
A ironia da ironia pode ser um disfarce, também. o que não deixa de ser uma ironia. Essa aí eu peguei no uol. com vocês (clica em cima para aumentar a imagem, afinal se até o petróleo tem que procurar...):