3 de mar de 2008

A PÁTRIA QUE ME PARIU

Eu vi a pátria na praia

sendo vendida da maneira

mais sutil

A mulata rebolando entre gringos

mostrando a bunda

enrolada em um pano

estampado com a

bandeira do Brasil.


Eu vi o país jogado na rua

dormindo na sarjeta

da maneira mais grosseira

O mendigo coberto

com a bandeira brasileira.


Eu vi o malandro

vestindo a camiseta da bandeira

do país estrangeiro

se passando por patriota

Ele se voltou para mim

tentando vender uma droga ruim

Achando que eu tinha cara

de idiota.


Eu vi a pátria na Avenida

desfilando de maneira triunfal

O povo dançava na passarela

trazendo estampado no peito

Com orgulho, ginga e graça

as cores verde e amarela

da bandeira nacional

E era carnaval.

Nenhum comentário: