6 de fev de 2009

justiça social e ecologia no PO5

É SOJA, JOSÉ

A terra é, pela constituição, um "produto" diferenciado dos outros, pois seu uso depende de sua função social.
Para a reforma agrária, a terra dividida só pode ser a terra improdutiva, ou seja, a terra que não gera benefício social.
Se a terra é usada para a monocultura. se ó entorno sofre com o uso de agrotóxicos. Se o meio ambiente é depauperado em nome da plantação daquela área, se o entorno só perde com a plantação daquela propriedade e só ganham a monsanto, a cargill, as empresas multinacionais e o dono da terra que vende seu produto - vamos dizer, soja - para exportação, então essa é a TERRA IMPRODUTIVA, por excelência. E o latifundiário monoculturista é o único a lucrar, gerando empregos na ordem, em média, de um empregado para 30, 40 alqueires. Ou seja, para cada 8 kilometros quadrados, uma pessoa.
Para um país que, em 1950 tinha 50 milhões de habitantes, com 70% da população em área rural e hoje tem 190 milhões de habitantes, com 92% em área urbana, a urgência de distribuição de terras improdutivas é questão de vida e morte.

PO5 - Partido Outros 500. Prontos para a conquista do poder em 2020

É soja, José é muito boa, não? Tão boa quanto Tucano na CUT

(Mensagens subliminares são importantes para atravessar o poder através de frestas, brechas e vãos e voltar desse lugar íngreme é árido que ele é com as mãos perfumadas de poemas, palíndromos, idéias. E voltar de lá, rindo)

Um comentário:

célia musilli disse...

Rubens, concordo com tudo e adorei o PO5, já está registrado?? Um beijo, onde andavc???