29 de mai de 2006

deus me foda

esses dias três tentaram levar minha carteira e eu fugi, perto tinha um posto de polícia militar, batalhão rodoviário e eu corri lá pedir ajuda o cara mandou ligar no 190, no orelhão. chamei ele de bosta e ele tentou me prender. "quem é bosta aí? quem, hein?", ele vociferava. disse q bosta era eu e q ele n tinha voz de proteção mas de prisão tinha. E q a gente pagava imposto para ser preso. Ele me soltou. Fui embora.

Agora tava no valentino, um bar ex-underground de londrina e o segurança me empurrou pra fora do bar, porq eu entrei no banheiro feminino para mijar. Eu falei: "meu, mas aqui é o valentino!" e ele só falava: "vcs pensam q a gente é bosta"

Antes eu tinha ido me apresentar em uma festa de arte e a festa acabou antes q a arte pudesse ser servida.

Todos me perguntam da Ana, cadê ela? N conseguem ir além do q sabem de mim. Querem saber do q não lhes interessam. E eu estou só. Perplexo com tanta caretice!

Eles não querem nada. Só especular.

Nenhum comentário: