19 de out de 2008

devagar e sempre

Tá devagar esse blogue, mas não tá morto. morta tá a menina que levou um tiro nos miolos por um desmiolado de Santo André. E o nojo que a polícia encarna fica ainda mais ressaltado por falta total de capacidade para nos proteger. Como é que deixam a outra garota voltar ao cativeiro? Como é que deixam o sequestrador com água, luz, tv e telefone às mãos? Com pessoas que comentem esse tipo de insanidade a rédea é curta, ao invés, as negociações sempre foram muito generosas com o rapaz, que se divertiu, enquanto pode da cara de um Brasil embasbacado com um imbecil machista que começou namorando uma menina de 12 anos, quando ele tinha 19. Porra! 12 anos a menina nem tem peito direito!
E se, de fato, a polícia invadiu o apartamento antes do cara atirar, então, socorram-nos da polícia!
Uma pergunta: não exisite um tróço chamado sonífero que poderia ser utilizado na comida que mandavam para os três, não?

Outra coisa que eu quero deixar posicionado, para depois poder mostrar pra todo mundo, "ó eu não disse?"
O que eu quero falar é que tenho visto muita gente que se diz intelectual, que entende de política, na maior animação com o Gabeira - o candidato que não promete - aqui no Rio.
Candidato classe média, zona zul, para quem leu, por exemplo "nós que amávamos tanto a revolução" (chupado do filme) das conversas dele e do Conh Benedict (maio de 68) no Pantanal, nos anos 90, sabe que o interesse dele é poder, sem nada de social em suas intenções políticas.
Vamos retroceder um pouco: muitos dos caras que estiveram à frente da luta armada só estavam nessa por adrenalina, ou pela defesa vaga da palavra liberdade, por uma questão comportamental e, mesmo, para que a maconha fosse liberada. Torço para que ele ganhe do Paes, sim, mas Gabeira dá essa impressão. Envolvido com uma gafe atrás da outra, chamando uma companheira de "suburbana", discursando no conjunto habitacional João 23, em Santa Cruz, cometeu um ato falho: "O prefeito não vai morar apenas no Rio. Ele vai ter um gabinete de trabalho aqui [zona oeste]".
Muito q bem.
Não quero ser profeta, mas se a classe artística não se organizar, corre o risco de que o novo secretário das culturas, no governo Gabeira não seja tão novo assim. A matemática deixa entrever: Gabeira é apoiado por Cesar Maia, do DEM. O DEM está com o psdb nacionalmente. E com Gabeira, no Rio. O resto quem tiver olho que veja.

Nenhum comentário: