26 de ago de 2008



[CONTRA TORTURA] ato em frente ao antigo DOI-CODI da rua Tutóia/SP

"(…) A sociedade e o poder público silenciam sobre os DOI-CODIs que continuam existindo diariamente na maior parte das delegacias do Brasil. A tortura e execução sumária continuam fazendo parte da política policial, sendo lamentavelmente uma prática cotidiana.

Entendemos que a impunidade de ontem reproduz a impunidade dos agentes do Estado hoje, ou seja, é ela que permite que a tortura se reproduza nos dias atuais. Se não há punição para o Coronel Brilhante Ustra, para Aldir Maciel, para Carlos Metralha e tantos outros sádicos torturadores, não haverá justiça para os mortos do Carandiru, para os massacrados da Candelária, nem para as centenas de vítimas assassinadas em maio de 2006, pela sede de sangue da polícia paulista contra o PCC.

Somos todos aqueles que acreditam que nunca será possível atingir uma verdadeira democracia para todas e todos, sem que haja o fim da tortura e da impunidade com os crimes dos agentes de Estado ontem e hoje! (…)"

Trecho do "Manifesto das novas gerações pela Verdade, Memória e Justiça", leia o texto na íntegra publicado no CMI por MOVIMENTO DOI-CODI NUNCA MAIS:


http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2008/08/427039.shtml





Nenhum comentário: