21 de jan de 2007

depredação e extrativismo

Na Coréia do Sul as pessoas aguardam o Rio congelar para disputarem buraquinhos nele para ver quem pesca o peixe maior.
Como em Superaguy, no Pr, os peixes, a cada ano, diminuem de tamanho, tal a voracidade extrativista.

Em Pontal do Sul teve a festa do caranguejo, promovendo o abate de 60 mil crustáceos arrancados do mangue.

Com um sorriso orgulhoso, um mercador de camarões de Superagui me disse que manda tudo direto para São Paulo tudo o que pescam. Disse que o que mandar para lá é consumido. Claro, 11 milhões de bocas...

2 comentários:

célia musilli disse...

eu torço para que os peixes um dia comam os homens.. com a mesma voracidade.um beijo

boca quente disse...

quando eu era moleque, eu entrava na piscina e morria de medo de ser devorado por tubarão. hoje eu me jogo do barco, no meio do mar, pensando q se um bicho me engolir pelo menos eu contribuí em algo para causa ambiental (hshshs).